Água, Ar, Fogo e Terra – Um bacalhau fresco ao jantar

Fev 5, 2013 by

Há mais de uma dúzia de anos que uso e gosto de usar bacalhau fresco, não obstante ser um produto muito sensível, longe da firmeza do fiel amigo, o bacalhau seco e salgado. Presta-se, tal como o bacalhau curado, a uma série de aplicações culinárias, mas devemos ter cuidado com o tempo de cozedura e com a manipulação, pois pode-se desfazer num instante…

Aqui há tempos, no jantar de apresentação dos Supermercados Polisuper, Diogo Rodrigues, no seu blog AirDiogo num copo relatou uma ementa em que também entrou o bacalhau fresco…

Fotos desse evento aqui…(facebook)

Ontem para o jantar criei uma receita bem saborosa, com texturas cruas e semi cozinhadas, em que entraram todos os elementos!

Mantendo a dieta de regime de perca de peso que nos comprometemos fazer até ao Verão de 2013, esta composição não beliscou a toada.

Brinquei com o ar por duas vezes: juntei ovas de peixe voador, uma delícia e fiz uma espuma de miniaturas de beterrabas cruas, oferecidas pelo João Sales, da CozinhAlternativa, com o sumo das mesmas e com a textura do el Bulli, Lecite (lecitina de soja).
É um prato fresco, a adivinhar a Primavera que se aproxima!

 

Ingredientes:

  • cortes do lombo de bacalhau fresco
  • camarão
  • ovas de peixe voador (ou Tobiko)
  • 1 beterraba miniatura ( esta era uma miniatura, de agricultura biológica)
  • folhas frescas de espinafres baby
  • tomates cherry
  • 1 pimento vermelho italiano
  • rebentos de rabanete (rabanito)
  • azeite
  • maionese
  • flor de sal a gosto, para finalizar

 

Preparação:

Cozer no microondas durante 4 minutosnum prato fundo salpicado com água e tapado,o pimento inteiro e os tomates cherry com a pele marcada em cruz numa das pontas. Destapar, deixar arrefecer e pelar o pimento e os tomates. Reservar.

Descascar os camarões, deixando o rabo e a cabeça. Reservar.

Num copo de misturas ou no recipiente do processador juntar a beterraba a 1oo ml de água, sal e pingar de azeite. Triturar tudo, coar o sumo. Juntar uma colher de sopa de Lecite (lecitina de soja) e voltar a processar com a varinha para criar a espuma de beterraba. Reservar.

Numa sertã, cubrir o fundo com azeite, deixar aquecer bem e corar os lombos de bacalhau só do lado da pele. Retirar o peixe e reservar. Deixar reduzir os sucos na sertã, arrefecer e juntar uma colher de boa maionese e sumo de limão. Reservar.

Empratamento:

Depois de tanto reservar (tenho amigos que adoram quando a gente diz nas receitas “reserve”), chegou a altura de empratar!

Deitar uma colher de molho reduzido do bacalhau, fazer uma cama com folhas de espinafre e com uma espátula, delicadamente para não partir, pôr em cima uma porção de bacalhau. Juntar o camarão e por cima do camarão, cobrir o lombo com as ovas de peixe voador.

Cortar tiras de pimento, juntar alguns tomates, espalhar os rebentos e deitar uma colher de sopa bem cheia de espuma, a derramar pelo peixe abaixo, até ao fundo do prato.

Pingar de azeite, salpicar com a flor de sal e servir.

IMG_2238

IMG_2239

IMG_2241

IMG_2242

IMG_2243

Espero que se divirtam…e que gostem das cores e sabores!

Take my love,

Joe Best

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>